Aprenda a ter controle sobre suas ações em casa

Share:

O ambiente familiar precisa de tranquilidade. Saiba como agir

Por Débora Ferreira / Foto: Thinkstock 
debora.ferreira@arcauniversal.com


Para viver em um ambiente com duas ou mais pessoas é preciso haver respeito mútuo, saber o momento certo de expressar as opiniões, qual a melhor maneira de debatê-las e, o mais importante, procurar ouvir com atenção os conselhos sugeridos pelos mais velhos e experientes. E, por mais que não sejam pertinentes para a ocasião, ao menos trate com educação e não com desprezo.

A Palavra de Deus diz:


"Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós; acima de tudo, que é o vínculo de perfeição." Colossenses 3:13-14


“Pequenas atitudes significativas de educação devem compor o dia a dia dentro de casa. Por mais que esteja chateado ou irritado com algo, é preciso respeitar a todos do lar e vê-lo sempre como um local muito importante, onde não deve ocorrer desavenças entre quem mora ali. Não grite, por mais nervoso que esteja e pior que sejam as circunstâncias. Não profira palavras de agressão e ofensas, pois elas são capazes de deixar marcas”, explica a psicóloga Cecília Dias.

Segundo a psicóloga, se não respeitamos uns aos outros dentro da nossa própria casa, que é considerada um local sagrado, não temos como fazer o melhor pelo outros do lado de fora do lar. “É importante saber também que os mais velhos sempre servem de exemplo para os que estão criando sua formação como cidadão, e são tidos como base. Por isso, os pais, avós ou qualquer outro responsável devem ser amorosos uns com os outros dentro de casa e ou qualquer outro local, demonstrar ser uma pessoa agradável, entre outras atitudes positivas”, ensina.


Sendo assim, quando vivemos e convivemos com um companheiro ou até mesmo com os pais, o melhor que se tem a fazer é controlar cada reação e emoção diante das adversidades. “Alguma discussão ou outra sempre surge, muitas delas apenas servem como modo de expressar o ponto de vista, mas, se houver respeito tudo pode ser controlado com facilidade. Não é necessário gritar para ser ouvido, controle-se com suas reações. Pense muito bem antes de retrucar ou magoar alguém, pois, por mais que a pessoa queira se redimir, chatear nunca é bom”, diz Cecília.

De acordo com a especialista, quanto mais calmo é o ambiente de casa, maiores são as chances propiciadas para que as pessoas tenham resistência de encontrar soluções para os problemas. “Todos sentem-se mais confiantes e diante das situações que exigem maiores recursos, todos conseguem pensar com cautela e encontrar qual o melhor caminho a seguir”, diz. Cecília comenta ainda que nos momentos de tensão o ideal é respirar fundo, tirar o problema do foco principal e repensar um tempo a mais, não deixar sair tudo o que vem à mente sem antes analisar cada contraponto.

Fonte: http://www.arcauniversal.com