Fazendo a Diferença

Share:


Amar ao próximo é algo que Deus nos recomendou claramente, mas tão difícil de vermos nesse mundo. A sensibilidade humana está se dissolvendo, vemos pessoas sofrendo ao nosso lado, mas ficamos estáticos, esperando que um próximo ajude-as, devido estarmos sempre assoberbados com o nosso eu, vidas sendo ceifadas por banalidades, e simplesmente nos acostumamos com este panorama, estamos frios, insensíveis, sem amor.  O discurso não é de objetivo político, por mais que aparenta ser, mas de objetivo disciplinar, pois quem escreveu um dia este mandamento foi Deus, e obviamente que se nós obedecêssemos estaríamos em dias bem melhores, porque Deus é amor, mas também é fogo consumidor. Este é o momento, de uma vez por todas, de abrirmos nossos corações e deixarmos Cristo nos conduzir, é hora de usar a sua vida para manifestar o poder de Deus, o agir de Deus em sua vida faz com que você seja diferenciado, pondo em você um ressalto, sendo percebido na alegria, no olhar, no gesto, ao falar, em se comportar, tornando-se o sal e a luz desta terra, pois tanto o sal como a luz dão vivacidade a um meio estranho, o sal ao alimento sem sabor e a luz ao que está ofuscado.   Encha o seu coração com o amor do Espírito Santo e derrame ao próximo, pois Deus se alegrará e fará maravilhas em sua vida.

"Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisados pelos homens. Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte. E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca de baixo  de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus." (Mateus 5: 13-16)